Comitiva esteve em Brasília para colher informações sobre o andamento da Reforma da Segurança Pública

Marcos Rodrigues e Ministro Jungmann

O presidente da Associação Nacional dos Escrivães de Polícia Civil – Anepol, escrivão de Pernambuco, Marcos Rodrigues da Silva foi recebido pelo ministro de Segurança Pública, Raul Jungmann, nesta terça-feira (08.05), em Brasília. Na pauta, o andamento da reforma da Segurança Pública e os possíveis impactos que causará nos estados.

Também participaram do encontro os diretores da Anepol Davi Nogueira (Diretor Parlamentar), de Mato Grosso, Marcelo Henrique Pinho de Almeida (tesoureiro), de Pernambuco, o 2º diretor-financeiro da entidade Clóvis José Ferreira Guioto, do Espírito Santo, e o escrivão Osiel Araújo também de Mato Grosso.

A aproximação faz parte do trabalho da Anepol, entidade criada, recentemente, para o fortalecimento da categoria em âmbito nacional, tendo autonomia para acompanhar de perto as mudanças no setor.

“O ministro foi bastante receptivo com a nossa comitiva. Saímos satisfeitos com os esclarecimentos que nos deu. Dessa forma, podemos instruir nossas bases sobre o que está vindo de Brasília, as possíveis mudanças na Segurança Pública para os estados e, consequentemente, tomarmos conhecimento para não ficarmos no achismo e no vazio”, explicou o presidente da Anepol Marcos Rodrigues.

Da mesma forma, o Diretor Parlamentar, Davi Nogueira disse que a reunião foi uma oportunidade para dialogar com o Jungmann sobre os inúmeros questionamentos que recebem diariamente dos escrivães.

“Disse ao ministro que toda semana saí um projeto novo em relação a reforma da Segurança. Também muitas conversas no whatsApp levantam dúvidas sobre a possibilidade da unificação das carreiras de escrivão e de investigador ou sobre o ciclo completo. Então, colocamos a nossa preocupação sobre esses assuntos e pedimos um norte sobre qual a tendência do governo federal em relação a essa reforma”, informou Davi.

Com Sindepojuc.